Almanaque Baiano

Almanaque Baiano

Itamar Ribeiro

Presidente

07 de março de 2016 \\ Almanaque Baiano

Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece. Romanos 9:16


“Que ele coloque a justiça acima das paixões políticas e partidárias”, do governador Rui Costa (PT) no evento do PSL se referindo ao novo ministro da justiça Wellington Lima.


Presidente

O deputado Adolfo Menezes (PSD), assumiu a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia em caráter interino até o dia 15. O deputado Marcelo Nilo se ausentou do país (4), fazendo parte da comitiva do governador Rui Costa (PT), à China. Durante esse período Meneses vai manter a sua discrição, atendendo em seu gabinete e só ocupará o gabinete da presidência em ato protocolar.


Demissão


Para blindar o ex-presidente Lula na Lava Jato, Dilma acertou a demissão do diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra, no cargo desde 2011. Para evitar desgaste e acusações de tentar interferir nas investigações, Dilma vai mantê-lo por mais dois meses. Depois, o novo ministro da Justiça, Wellington César, deve nomear o atual secretário da Segurança da Bahia, Maurício Teles Barbosa. (Cláudio Humberto)


Costa quente


Maurício Teles também é vinculado ao ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, autor da indicação do novo ministro da Justiça. (Cláudio Humberto)


Cancelamento


Com o cancelamento da posse de Wellington César Lima e Silva pela juíza federal Solange Salgado (DF), agora é aguardar a manifestação da presidenta Dilma Rousseff (PT), através da Advocacia Geral da União, aos Tribunais Superiores para manter ou não o convidado do ministro Wagner para a pasta da Justiça.


Nunca antes…

…na história deste País, um ex-presidente foi conduzido sob vara, à força, para depor sobre acusação de corrupção e lavagem de dinheiro. (Cláudio Humberto)


Operação Aletheia


Enquanto o governo montava o quebra cabeça para blindar membros do PT, após as denúncias do Senador Delcidio do Amaral, a Força Tarefa da operação Lava Jato, estava muito na frente. E não deu outra, na manhã de sexta-feira (4) foi deflagrada a 24ª fase, batizada de Operação Aletheia que levou o ex-presidente Lula para depor coercitivamente, diz ter “evidências” de que ele recebeu valores desviados da Petrobrás.



PSL – Forte


O Partido Social Liberal (PSL) ganhou reforço político na manhã de quinta-feira (3). A partir de agora deixa de ser chamado de (Nanico) e passa a ser chamado de “A nova força política da Bahia”. Se filiaram ao partido os deputados  Marcelo Nilo, Euclides Fernandes, Jurandi Oliveira, Reinaldo Braga, Paulo Câmera,  Alan Castro e o Secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) Nestor Duarte. O partido na Bahia, só tinha um deputado estadual, Nelson Leal.  


Migração


O primeiro a usar da palavra na festa de filiação foi o deputado Euclides Fernandes, líder do partido. Em sua fala deixou claro que seu partido anterior o PDT, não oferecia segurança, isto é havia dúvidas de seus filiados, quanto à eleição municipal desse ano. Por esse motivo, ele e os demais migraram para o atual partido. “Agora não sou mais 12 e sim 17” se referindo ao numero do partido.


Presidência

Por sua vez Marcelo Nilo, assumiu a presidência da agremiação no lugar do ex-presidente Antonio Olimpio, conhecido popularmente como Toninho.

Em seu pronunciamento Nilo fez uma trajetória de sua vida política, seu primeiro partido foi o PSDB e teve sua ficha abonada pelo ex-governador de São Paulo, Mário Covas (falecido), e permaneceu por 19 anos fiel aos Tucanos. Do PSDB, ingressou no PDT e agora no PSL. Nilo e os novos integrantes tem uma nova tarefa, crescer o partido na Bahia através de filiação de novos membros, e atrair novos prefeitos e vereadores a partir de janeiro de 2017.


Almanaque Baiano