Almanaque Baiano

Almanaque Baiano

Itamar Ribeiro

Via Crúcis

09 de maio de 2016 \\ Almanaque Baiano

Doce é o sono do trabalhador, quer coma pouco quer muito; mas a fartura do rico não o deixa dormir. Ec 5:10


"Esse secretário exonerado vem procurando ‘viadagem’ na escola". Do deputado estadual Pastor Sargento Isidório, ao criticar o ex-secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto no dia da votação do PEE.



Deputados da bancada da oposição visitaram quarta-feira (4) o procurador geral do Estado Paulo Moreno, na busca de uma solução rápida sobre a convocação dos policiais civis (800), aprovados em concurso em 2013 e agentes penitenciários (490) concursados em 2014. Até o momento o assunto vai correndo de instituições em instituições. O governador Rui Costa (PT), disse que aguarda uma orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Por sua vez o TCE já se pronunciou que depende do limite prudencial, do orçamento do Estado, segundo afirmou o deputado Adolfo Viana (PSDB). Enquanto isso os policiais civis e agentes penitenciários, fazem uma via [crúcis] na Assembleia Legislativa da Bahia em busca de apoio dos deputados.

Fizeram parte do encontro na sede da PGE, os deputados Sandro Régis (DEM) líder da bancada, e seus pares, Adolfo Viana (PSDB), Leur Lomanto (PMDB), Sidelvan Nóbrega (PRB), Luciano Ribeiro (DEM), José de Arimatéia (PRB), Tom Araújo (DEM), Pablo Barrozo (DEM) e Herzem Gusmão (PMDB). O deputado Leur Jr, em discurso no plenário sugeriu substituir os contratados pelo REDA e convocar os aprovados em concurso público.


Confusão e aprovação

Deu muito que falar a partir da discussão nas Comissões (Educação, Constituição e Justiça) até a hora da aprovação do Plano Estadual de Educação (PEE) na Assembleia Legislativa. No dia da votação do PL, os deputados Pastor Sargento Isidório (PDT) e sua colega deputada Fabíola Mansur (PSB), discutiam o número de participantes na galeria, para fazer coro aos discursos que foram proferidos na tarde e noite do dia da aprovação. Depois de muita conversa, animações verbais, chegou a conclusão que cada um colocaria 45 pessoas convidadas, parecia até um jogo de futebol. Foi necessário a Assistência Militar da casa parlamentar entrar na jogada para um acordo entre “ambos” parlamentares. As palavras “gênero e sexualidade” foi o pretexto para as discussões do PEE. Após nova redação substituindo as palavras chegou-se a conclusão dos líderes e o Projeto foi aprovado por unanimidade no plenário da casa parlamentar.


Passando a limpo

O país começa uma nova era, chamamos de Passando a Limpo. O Supremo Tribunal Federal (STF), lentamente através de uma “liminar” com um voto bem redigido afastou do cargo temporariamente o presidente da Câmara Federal o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB/RJ), de suas funções e mandato. O plenário composto por 11 membros ratificou a liminar do ministro Teori Zavascki. Após o resultado do STF, Cunha deu entrevista coletiva afirmando que vai recorrer da decisão. O afastamento se deu através da manifestação, da Procuradoria Geral da República (PGR) junto ao STF contendo 11 pontos listados pelo procurador geral da República Rodrigo Janot. Cunha já é réu no STF, segundo denúncias envolvidas no processo da Lavajato.

Durante a semana passada foi à vez da presidente Dilma Rousseff (PT), na comissão especial do impeachment, o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDBMG), foi aprovado por 15 votos SIM e 5 NÃO e encaminhado para o plenário fazer o julgamento final, se confirmado provavelmente dia 11/5, a presidente Dilma, será afastada por 180 dias.

Na linha da sucessão assume o vice-presidente da República Michel Temer (PMDB/SP), que já montou, parte de sua equipe ministerial ao longo desses dias. Está sendo um quebra cabeça, para agradar, todos os partidos de sua base de sustentação para um futuro governo. Temer deseja reduzir o numero de ministérios, mas até o momento não encontrou saída, os partidários cobram espaço no futuro governo.


Almanaque Baiano