Bastidores & Política

Bastidores & Política

Azevedo Júnior

Linda, mas sem um tostão

10 de abril de 2017 \\ Bastidores & Política

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), sugeriu, recentemente, que a Justiça do Trabalho deveria ser extinta. Agora, vejam vocês, o município de Ilhéus figura como o maior devedor de precatórios trabalhistas da Bahia e o quarto em nível nacional, com um total de R$ 118 milhões. A Prefeitura, no global, deve R$500 milhões e se for pagar os precatórios inviabiliza a gestão. A situação preocupa o prefeito Mário Alexandre (PSD), o qual trabalha para criar alternativas que viabilizem uma gestão mais eficaz para o município. Nesse sentido, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região realizou uma audiência global com os credores, em Ilhéus, no sentido de viabilizar um acordo para o equacionamento da dívida. 

Segundo o procurador

Segundo o Procurador Geral do Município, Fabiano Resende, a audiência global foi uma medida adotada pela comissão instituída pelo prefeito Mário Alexandre, “como uma das formas de ordenar as dívidas do município. O município hoje está com uma dívida de quase meio bilhão de reais e, aproximadamente de 117 a 118 milhões, somente em precatórios trabalhistas”, salientou.

ACM Neto convocou

O prefeito ACM Neto convocou toda a população para somar esforços para enfrentar o período das fortes chuvas. Os detalhes da Operação Chuva, que coloca à disposição o mais moderno sistema tecnológico para prevenção e respostas rápidas em situações de risco, foram apresentados pelo prefeito, pelo secretário de Cidade Sustentável e Inovação (Secis), André Fraga, e pelo diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Gustavo Ferraz, no Sheraton Hotel da Bahia, no Campo Grande. Em 2017, a Operação Chuva contará com um conceito cada vez mais adotado por grandes cidades no mundo inteiro: a Resiliência, ou seja, a capacidade de se adaptar ou enfrentar dificuldades ou mudanças. 

Em festividade

A Companhia das Docas do Estado da Bahia - Codeba completou 40 anos com novas perspectivas de receber significativos investimentos de quase R$1 bilhão para os portos públicos de Salvador, Aratu-Candeias e Ilhéus, sob sua responsabilidade. Com recursos próprios, do governo federal e de empresas privadas, vários projetos serão implementados visando proporcionar o aumento de eficiência, expansão, modernização e otimização da infraestrutura e instalações portuárias, e consequentemente, a fomentação de novos negócios e o desenvolvimento da economia baiana. “Como as estimativas são de que a economia baiana tenha, já em 2017, um incremento em seu desempenho, nossa prioridade é deixar os nossos portos públicos aptos a receber a esperada demanda de cargas para a exportação e importação”, comemora o presidente da Codeba, Pedro Dantas. “Em alinhamento com as diretrizes da Secretaria Nacional de Portos do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (SNP/MTPAC), há um planejamento de obras, ações e projetos que vão afetar direta e positivamente o desempenho e a competitividade dos portos”, completa.

Oportunidades

A Estácio abriu a seleção para trainees. Direcionado a alunos e ex-alunos formados na Estácio, de graduação e pós-graduação, o programa deve selecionar candidatos dos cursos de administração de empresas, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social (nas habilitações jornalismo e publicidade e propaganda), engenharia de produção e civil, turismo, marketing, pedagogia, psicologia e tecnologia da informação; gestão comercial, gestão financeira e gestão de recursos humanos. Os interessados em participar do programa precisam ter domínio do pacote Office e conhecimento de inglês (nível intermediário). Ao todo, serão oferecidas oito vagas, distribuídas nas quatro regionais da empresa. As inscrições podem ser feitas pelo site www.estacio.br/trainee e se encerram em 31 de março.

Bastidores & Política