Políticas Públicas

13 de março de 2019 \\ O Bispo

Neste ano a Campanha da Fraternidade da Igreja Católica no Brasil, que acontece durante a Quaresma, terá como tema Políticas Públicas. O lema foi inspirado no versículo bíblico: “Serás libertado pelo direito e pela justiça”(Is, 1,27).

POLÍTICAS públicas são conjuntos de programas, ações e decisões tomadas pelos governos (nacionais, estaduais ou municipais) com a participação, direta ou indireta, de entes públicos ou privados que visam assegurar determinado direito de cidadania para vários grupos da sociedade ou para determinado segmento social, cultural, étnico ou econômico. Ou seja, correspondem a direitos assegurados na Constituição


AS CONSTANTES
crises políticas e econômicas abrem cada vez mais espaço para o crescimento da descrença e desconfiança nas instituições do país. O Papa Francisco, na encíclica Laudato si, adverte sobre essa realidade: “Muitas vezes, a própria política é responsável pelo seu descrédito, devido à corrupção e à falta de boas políticas públicas”.


O PROBLEMA
é que, quando deixamos de acreditar, perdemos também a capacidade de tomar iniciativas e de manifestar interesse em mudanças. É nessas circunstâncias que a ganância e a ambição dos que deveriam garantir os direitos e o bem comum da população, ganham cada vez mais oportunidades e protagonizam um cenário cada vez mais desolador.


NO PANORAMA
brasileiro, destaca-se essa carência de políticas públicas efetivas para contemplar as graves questões sociais do país, como o desemprego, desigualdade social, saúde, moradia, educação, violência e exclusão social. Hoje, umas das grandes causas que agrava a situação social de milhares de famílias, é o desrespeito ao meio ambiente, como aconteceu em Mariana, Brumadinho-MG - e em muitos outros lugares.


PARA COMBATER
esses inúmeros desafios, a Igreja no Brasil está refletindo na Campanha da Fraternidade o tema das políticas públicas, quando se fala em política, fala-se de participação das pessoas no processo de gestão e controle social. Todos os cristãos têm a missão e são chamados a participar do processo das políticas públicas.

OS PROFETAS chamavam a atenção dos líderes exatamente porque deixavam perecer as ovelhas. A nossa fé nos impulsiona a ter o cuidado com as ovelhas feridas, machucadas e abandonadas. Somente pelo compromisso com a política e pela efetivação de políticas públicas, à luz da Palavra de Deus, que a cidadania e o bem comum sairão fortalecidos e serão sinais de esperança de um futuro mais digno para todos.

O Bispo