• Reforma da Previdência: Temer vai para o corpo-a-corpo com deputados

Reforma da Previdência: Temer vai para o corpo-a-corpo com deputados

09 de abril de 2017 \\ Brasil

O Palácio do Planalto vai aproveitar esta semana para fazer uma ofensiva a fim de garantir os votos necessários na Câmara e conseguir aprovar a reforma da Previdência. Por isso mesmo, o relatório só será apresentado depois da Semana Santa. Nos próximos dias, o relator do texto, deputado Arthur Maia (PPS-BA), vai promover uma nova rodada de conversas com as bancadas da base aliada para fazer os ajustes combinados com o presidente Michel Temer na última quinta-feira (06). Para garantir os votos, o presidente Michel Temer decidiu entrar pessoalmente no corpo-a-corpo. Vai conversar com os deputados para ter maioria e aprovar o texto na comissão da reforma da Previdência e em plenário. Ao mesmo tempo em que vai pedir responsabilidade com o país, explicitando números que mostram o rombo exponencial das contas da Previdência, Temer vai atacar o discurso populista de alguns parlamentares, como o do líder do PMDB, senador Renan Calheiros. Para explicitar esse discurso, a estratégia do governo é mostrar exemplos de países como a Grécia, e de estados como o Rio de Janeiro, em que o descontrole nas contas públicas gerou um um problema muito maior a ser enfrentado. Do ponto de vista prático, o Palácio do Planalto sabe que muitos aliados decidiram colocar dificuldade neste momento para conseguir mais espaço do governo com cargos. A ordem na articulação política é fazer uma contabilidade rigorosa para colocar a reforma da Previdência em pauta quando houver certeza sobre os votos. E cobrar lealdade dos aliados com espaços generosos no governo. Em último caso, o Planalto já sinalizou para sua cartada final: diferenciar a idade mínima de homens e mulheres. Mas isso, só será usado em caso de necessidade, perto da votação em plenário. As informações são do Blog do Camarotti, do G1.
 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE