• Vaiado, Vitória perde do Coritiba na Fonte Nova e segue sem vencer na Série A

Vaiado, Vitória perde do Coritiba na Fonte Nova e segue sem vencer na Série A

28 de maio de 2017 \\ Esportes

A paciência acabou. Muito vaiado, o Vitória perdeu para o Coritiba por 1x0, na noite deste sábado (27), na Fonte Nova. Foi a segunda derrota seguida em Salvador do rubro-negro, que não marca gols há quatro jogos. A zona de rebaixamento, ainda que empatado com o 16º, o Avaí, já é realidade. E Fernando Miguel ainda evitou que a derrota fosse ainda maior. Na próxima rodada, sábado (3/6), a equipe do técnico Petkovic enfrenta o Fluminense, no Rio, às 21h.

O Leão não esperou o tempo esquentar para partir para cima. Usando, principalmente, o lado direito, com Leandro Salino, a equipe partiu para pressionar o Coxa, mas não conseguiu criar oportunidades de gol.

Quem chegou com perigo primeiro foram os paranaenses. Tomas Bastos bateu falta e Alan Santos desviou. Passou ao lado do gol de Fernando Miguel. O Coritiba tentou de novo. Dodô cruzou, Henrique ajeitou de peito, mas Fred chegou antes de Kléber completar.

Aos 28, o Vitória deu seu primeiro chute ao gol, com Cleiton Xavier, de longe e rasteiro. Wilson encaixou fácil.

O Coxa resolveu apertar o parafuso e chegou duas vezes com muito perigo, com Henrique Almeida. Primeiro, em jogada individual, ele acertou a trave. Na segunda, recebeu cruzamento e testou certinho, de cima pra baixo. Só não contava com o milagre de Fernando Miguel. Logo depois, foi Alan Costa que salvou gol certo de Kléber.

No final do primeiro tempo, o Leão ensaiou uma blitz mas o máximo que conseguiu foi um chute de muito longe de Fred, bem defendido por Wilson.

LEI DO EX

Logo aos 9 do segundo tempo, lances inacreditáveis. Fernando Miguel bateu roupa e Alan Costa acabou dando um leve toque para o goleiro, que encaixou. O árbitro marcou recuo de bola.

Na cobrança, Henrique bateu bem e Paulinho salvou em cima da linha. No rebote, o arqueiro se redimiu com três defesas sensacionais em chutes de William Matheus, Mateus Galdezani e se antecipando ao lateral do Coxa.

O lance acordou o Vitória que tentou responder com Kieza, aproveitando vacilo da defesa paranaense, mas a bola foi muito alta. David chegou mais perto aos 25, mas o chute saiu ao lado de Wilson.

Um minuto depois, o Coxa abriu o placar em lance de dois dos tantos ex-jogadores do Leão que possui. E ambos vindos do banco. Tiago Real cruzou da direita e Rildo, de letra, fez um golaço na Fonte Nova.

A torcida rubro-negra, que já estava ressabiada, perdeu a paciência e começou a vaiar o time, principalmente, Geferson e David. Quem também conheceu a fúria foi o técnico Petkovic, ao tirar Willian Farias de campo para colocar Rafaelson. Os dois, inclusive, bateram boca na saída do jogador. O Leão foi para o abafa, mas não deu em nada.

Fonte: Correio 24h

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE