• Estado oferecerá Educação Empreendedora em parceria com o Sebrae

Estado oferecerá Educação Empreendedora em parceria com o Sebrae

17 de maio de 2017 \\ Geral

O governador Rui Costa lançou, nesta terça-feira (16), o projeto Educação Empreendedora, ao lado do superintendente do Sebrae Bahia, Adhvan Furtado, e do secretário de Educação do Estado Walter Pinheiro. O evento, realizado no Centro Educacional Carneiro Ribeiro - Escola Parque, em Salvador, marcou o anúncio da iniciativa conjunta entre Governo e Sebrae Bahia, que deverá alcançar, neste primeiro momento, até 50 mil estudantes do ensino médio técnico e profissionalizante, incluindo a oferta de um curso técnico em Administração com ênfase em empreendedorismo.

 A metodologia utilizada na parceria será a da Escola de Formação Gerencial Sebrae (EFG Sebrae), que já demonstrou resultados positivos em outros estados, como Minas Gerais, e inclui a capacitação de professores, o material didático e avaliações. A ideia é que o estudante esteja preparado para empreender em seu próprio negócio ou desenvolvendo uma atitude empreendedora em sua vida e carreira. “Muita gente quando sai da escola vai empreender. E essa é uma atividade de risco, porque é preciso dominar conteúdos específicos”, destacou Adhvan Furtado, lembrando que a micro e pequena empresa é a que mais emprega no Brasil. “Queremos fomentar a cultura empreendedora na escola e formar mais empre sários que entendam o seu papel na sociedade”.

 O governador Rui Costa disse contar com o envolvimento dos professores, alunos, familiares e comunidade para o sucesso do projeto. “O mundo hoje se transforma rapidamente e temos que dar habilidades a esses jovens para que eles se adaptem a diversas formas de ter renda e dignidade”, destacou.

 O projeto Educação Empreendedora incluirá a oferta de um curso técnico em Administração com ênfase em Empreendedorismo como projeto piloto, além da aplicação de conteúdo sobre o tema no ensino de diversas disciplinas do currículo escolar. A capacitação dos professores e a oferta do curso terá início ainda no segundo semestre de 2017. “Não é transformar a escola em empresa. É preparar o estudante, na escola, para a vida”, resumiu o secretário Walter Pinheiro.

O evento reuniu também contou com a presença de gestores dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e dos Centros Territoriais e Estaduais, e representantes e alunos de unidades escolares compartilhadas que ofertam Educação Profissional no Estado da Bahia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE