• Hospital da Mulher destaca-se como campo para prática de estágios curriculares

Hospital da Mulher destaca-se como campo para prática de estágios curriculares

16 de novembro de 2017 \\ Geral

Medicina, Biomedicina, Nutrição, Enfermagem, Técnico de Enfermagem, Administração, Psicologia, Radiologia, Técnico de Laboratório e Fisioterapia estão entre as áreas acolhidas pelo Hospital Inácia Pinto dos Santos (HIPS), o Hospital da Mulher, como campo para práticas de estágios curriculares (obrigatórios) de alunos de cursos técnicos e graduação.

Considerado Hospital Escola (HE), o Hospital da Mulher, destaca-se por efetivar convênios entre instituições de ensino superior e técnico de Feira de Santana, sejam elas particulares e públicas. Nove instituições de ensino superior e mais quatro escolas técnicas contemplam, atualmente, 238 alunos e 20 bolsistas.

“Por sermos uma instituição pública, ainda garantimos a esses discentes uma oportunidade em contribuir com a construção do Sistema Único de Saúde (SUS), modelo de saúde vigente no país”, explica a coordenadora do setor de Educação Permanente, a enfermeira Anne Carolline Portugal.

Segundo a presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana (FHFS), Gilberte Lucas, responsável por conveniar as instituições, o Hospital da Mulher serve como espaço de ensino, prática e aprendizagem para alunos de diversos cursos, contribuindo para o aperfeiçoamento em sua formação. A gestora pontua que a iniciativa não possui ônus para o erário e, ainda, busca proporcionar experiências de âmbito técnico-científico, promoção da atividade assistencial, gerencial, de ensino e pesquisa.

“Referência para média e alta complexidade, o HIPS contribui na promoção da formação de profissionais de saúde e áreas afins. Colabora também no acesso dos estagiários às tecnologias, numa perspectiva de inserção e integração em redes de saúde, observando as necessidades da população”, afirma Gilberte.

Estágio

Fundamental para o estudante, o estágio é o primeiro passo para a carreira profissional, possibilitando troca de ideias, experiências e conhecimentos tanto com outros estagiários quanto com os profissionais atuantes na área.

“O estágio coloca você diretamente na prática. Um verdadeiro teste do que aprendeu na faculdade, pois o estagiário conhece a postura do profissional e como ele se relaciona com o mercado de trabalho. É uma bagagem a mais que o estudante adquire”, relata a estudante de biomedicina, Caroline Barreto.

Também, as práticas executadas preparam o discente para o desempenho de suas funções com responsabilidade, ética, liderança, capacidade de comunicação e tomada de decisões.

Para a estagiária de enfermagem, Evelin Oliveira, o estágio é fundamental para a experiência do profissional e mais uma oportunidade para quem precisa entrar em contato com o mercado de trabalho, tendo a chance de utilizar a teoria estudada em sala de aula nas atividades práticas realizadas no local de trabalho.

“É a oportunidade de fazer um ‘link’ ente a teoria e a prática, adquirindo experiência. Pois, às vezes, a instituição de ensino não dá essa oportunidade, ou o oferecido é restrito”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE