• Corte de recursos pelo governo federal para carros-pipa preocupa Superintendência de Proteção e Defesa Civil

Corte de recursos pelo governo federal para carros-pipa preocupa Superintendência de Proteção e Defesa Civil

16 de novembro de 2017 \\ Geral

Terminou no fim da tarde de terça-feira, dia 14, o 1º Encontro Estadual de Proteção e Defesa Civil no auditório da Secretaria de Agricultura do Estado da Bahia, no Centro Administrativo, em Salvador. O evento foi promovido pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil e teve como objetivo preparar os coordenadores das Defesas Civis e prefeitos para as situações de emergência.

Com quase 565 mil quilômetros quadrados, entre áreas de floresta tropical, caatinga e cerrado, além de ser o Estado com a maior faixa litorânea do país, a Bahia tem 70% da sua extensão territorial localizada no semiárido brasileiro. Atualmente, há 215 municípios em situação de emergência por causa da seca e da estiagem e diante desta realidade o chefe da Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec), Paulo Sérgio Menezes Luz, apontou que a além da estiagem, a Bahia tem enfrentado corte de recursos que são destinados para ações complementares de auxílio aos municípios em situação de emergência.

De acordo com o superintendente, o governo federal reduziu de R$ 90 milhões para cerca de R$ 60 milhões por mês o repasse para a Operação Carro-Pipa, executada pelo Exército. Ele citou para o BN a situação do município de Uauá onde era abastecido por 68 carros e foi reduzido para 32.

Ele relatou ainda que existe um plano de trabalho destinado a atender 217 cidades, no valor de R$ 14,142 milhões e esse recurso foi aprovado no final de setembro pela Defesa Civil Nacional, mas até o momento não foi feito ainda o repasse do recurso para que o governo do Estado possa atender todos esses municípios que estão com esse problema.

CN * BN

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE