• PMFS: Campanha de doação de sangue faz cadastro de medula óssea

PMFS: Campanha de doação de sangue faz cadastro de medula óssea

07 de dezembro de 2017 \\ Geral

Durante a Campanha de Doação de Sangue, que acontece até sexta-feira, 8, no estacionamento da Prefeitura, os participantes também poderão se cadastrar para doação de medula óssea - tecido gelatinoso encontrado no interior dos ossos, popularmente conhecido como tutano. A campanha é uma realização da Secretaria Municipal de Saúde, através da Seção de Capacitação Permanente, em parceria com o Hemoba.

É na medula óssea que são produzidos os componentes do sangue: as hemácias, leucócitos e plaquetas. Para realizar o cadastro é necessário preencher um termo de consentimento, fornecendo os dados pessoais. Também é feita a coleta de uma amostra de 5 ml de sangue, que passará por exame para identificar suas características.

Em caso de compatibilidade, muitas esperanças são geradas

“É importante que ao decidir se cadastrar a pessoa o faça de forma consciente e responsável, pois em caso de compatibilidade muitas esperanças são geradas”, afirma a enfermeira do Hemoba, Ana Verena Argolo.

Os dados pessoais e as informações do sangue do doador ficam armazenados no REDOME – Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea. Sendo assim, o cadastro só precisa ser feito uma única vez.

Para se cadastrar a pessoa precisa ter entre 18 e 55 anos de idade e estar em bom estado de saúde – não ter doença infecciosa ou incapacitante. É necessário também apresentar um documento de identidade com foto.

Ainda de acordo com a enfermeira, a compatibilidade de medula é determinada pela genética. “Se o sistema encontrar um doador compatível com um dos pacientes que estão na espera de um transplante, eles entrarão em contato para colher uma nova amostra de sangue e confirmar a compatibilidade”, explica. A medula óssea do doador se recompõe em 15 dias.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE