• Para Rui, custo do carnaval deve encontrar ‘meio termo’ entre dinheiro público e privado

Para Rui, custo do carnaval deve encontrar ‘meio termo’ entre dinheiro público e privado

10 de fevereiro de 2018 \\ Geral

No carnaval em que a participação do dinheiro público nas contratações de artistas chama à atenção, o governador Rui Costa disse neste domingo (11) que é necessária uma participação maior da iniciativa privada no financiamento da folia. Segundo Rui, só do erário estadual foram retirados mais de R$ 70 milhões neste ano para os gastos da festa. "É preciso estimular a volta da iniciativa privada para patrocinar as atrações, trios independentes, blocos afro e afoxés, esse dinheiro precisa irrigar o mercado cultural", avaliou Rui neste quarto dia de carnaval soteropolitano. Para o governador, é preciso "encontrar um meio termo" entre as participações públicas e privadas no custo do evento. O governador também afirmou que as reduções de registros violentos têm superado as expectativas. Rui acredita que a diminuição dos blocos de corda influencia na queda de atos de violência. "Eu diria que as reduções das ocorrências estão acima das expectativas. Estão acima do que foi pensado. Isso prova que o aumento do carnaval pipoca está trazendo junto o aumento da alegria e da segurança", considerou.

Fonte: Bahia Notícias 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE