• Flu de Feira sofre com velhos conhecidos e perde clássico

Flu de Feira sofre com velhos conhecidos e perde clássico

22 de fevereiro de 2018 \\ Geral

O Fluminense de Feira foi vítima da famosa lei do ex no clássico contra o Bahia de Feira na noite desta quarta-feira (21) no Joia da Princesa, válida pela sexta rodada do Campeonato Baiano. Dois ex-jogadores do Touro definiram o placar de 2 a 0 para o Tremendão, o que coloca o Bahia de Feira na briga por uma das vagas do G-4, com 10 pontos. Com a mesma pontuação, o Flu de Feira cai uma posição e sai do grupo dos quatro melhores, com a segunda derrota consecutiva no estadual. Com 13 dias de folga no calendário, o Bahia de Feira entrou em campo com algumas modificações pontuais nos 11 iniciais, já o Fluminense, que disputava duas competições, mais uma vez teve dificuldade em repetir a equipe e desta vez ainda mudou o esquema tático, apostando em três zagueiros, além dos desfalques no time devido a contusões. Mas em campo, quem começou pressionando foi o Fluminense de Feira, que logo aos 2 minutos de partida testou o goleiro Jair (outro com passagem pelo Flu) que defendeu uma finalização de Dinda, após cruzamento de Levi. Aos 6 minutos, foi a vez do atacante Roberto Pitio tentar da entrada da área, para mais uma defesa do arqueiro adversário. O Bahia de Feira enfrentou dificuldades para se organizar em campo e quase não obrigou o goleiro Deola a trabalhar no primeiro tempo. Para piorar, o técnico Evandro Guimarães perdeu o defensor Rafael Silva antes do intervalo, machucado. Na vaga, entrou Welton. Ainda mais consciente no primeiro tempo, o Flu de Feira teve outras duas oportunidades, com Diego Aragão, após rápida reposição do goleiro Deola e com Deisinho, de cabeça, em mais um passe de Levi.

Mudanças fazem efeito no Tremendão

Na virada para o segundo tempo, Quintino Barbosa colocou o meia Candinho na vaga de Junior Ramos e a mudança foi chave para o Bahia de Feira se organizar melhor em campo. Se no primeiro tempo o Flu de Feira teve mais posse de bola, os jogadores do Touro não conseguiram repetir o mesmo desempenho na segunda etapa, chegando apenas em bolas cruzadas e em lançamentos na área com bola parada. O resultado foi que o Bahia de Feira voltou mais disposto para o jogo. Antes dos 20 minutos, em lance na área, a bola cruzada bate na mão do zagueiro Ranieri e o árbitro anotou pênalti. Deon foi para a cobrança e a finalização foi para o travessão. O atacante, ex-Flu, viria a se redimir minutos depois, após escanteio, a bola resvalada para a área e de cabeça o número 11 completa para as redes, abrindo o marcador aos 24 minutos do segundo tempo. Para dar mais movimentação no meio, Maranhão saiu do banco do Flu de Feira para o lugar de Dinda. O Flu até tentou, em mais uma bola alçada na área, após escanteio, que a defesa do Bahia de Feira afastou. Sem poder de reação e com mais uma substituição a fazer, a entrada do jovem Felipe não surtiu efeito para o Touro. Melhor para o Bahia de Feira, que aos 41, em contra ataque fulminante puxado por Deon, que encontrou Bruninho (em 2016 passou a temporada no Fluminense) na área. O meia finalizou sem chance para Deola e fechou o placar no Joia. Bahia de Feira 2 x 0 Fluminense de Feira, que não reagiu mais na partida, somando o terceiro jogo seguido sem marcar gol. Na sequência, Flu de Feita enfrenta no próximo domingo (25), no Joia, a líder Juazeirense, as 16h. Já o Bahia de Feira, enfrenta no sábado (24), também em Feira, o Vitória da Conquista, as 17h.

Ficha Técnica

Fluminense de Feira 0 x 2 Bahia de Feira

Local: Estádio Alberto Oliveira (Joia da Princesa) Feira de Santana

Horário: 20h30

Público: 2.325

Renda: R$ 34.470

Árbitro: Joedson de Jesus Oliveira (CBF-BA), auxiliado por Jucimar dos Santos Dias (CBF-BA) e Carlerranzy Silva de Carvalho (FBF).

Cartão Amarelo: Ranieri e Daniel (FLU) e Misso (BFS).

Gols: Deon (BFS, aos 24 minutos do 2º tempo) e Bruninho (BFS, 41 minutos do 2º tempo)

Fluminense de Feira: Deola; Ranieri, Willian José, Rafael Silva (Welton) e Daniel; Rodolfo, Diego Aragão, Dinda (Maranhão) e Deisinho; Levi e Roberto Pitio (Felipe). Técnico: Evandro Guimarães.

Bahia de Feira: Jair; Van, Meneses (Naldo), Paulo Paraíba e Cazumbá; Gil Baiano, Misso, Junior Ramos (Candinho), Carlos Magno (Jackson) e Bruninho; Deon. Técnico: Quintino Barbosa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE