• De acordo com monitoramento parcial do CNJ, Bahia tem mais de 9 mil presos provisórios

De acordo com monitoramento parcial do CNJ, Bahia tem mais de 9 mil presos provisórios

01 de maio de 2018 \\ Geral

A Bahia tem mais de 9 mil presos provisórios. O dado é do resultado parcial do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), plataforma criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para reunir informações de todas as unidades federativas do País. Com 70% do cadastro concluído, a Bahia calcula 9.595 pessoas privadas de liberdade. Deste total, 6.058 são presos provisórios, 2 internados e 3.535 condenados, sendo que destes, 1.457 estão em encarceramento definitivo e 2.078, em provisório. Os dados parciais do sistema prisional baiano mostram ainda que a grande maioria é formada por homens (9.263), contra 335 mulheres. Os dados mostram ainda que no estado existem 1.507 mandados pendentes de cumprimento, com 5 pessoas foragidas e 1.501 procuradas. No Brasil, que conta com apenas 5% do sistema implantado, o número de pessoas privadas de liberdade é de 205.995. Os presos provisórios somam 99.603, enquanto os condenados são 106.153. A diferença entre homens e mulheres no geral do país também é grande. São 196.549 nos presídios masculinos contra 9.954 nos femininos.

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE