• “Zé Neto apoia os protestos dos caminhoneiros, mas em 2014 votou a favor do aumento do ICMS”, diz líder do governo

“Zé Neto apoia os protestos dos caminhoneiros, mas em 2014 votou a favor do aumento do ICMS”, diz líder do governo

24 de maio de 2018 \\ Geral

O vereador e líder governista Luiz Augusto de Jesus - Lulinha (DEM), disse, durante pronunciamento na sessão desta quarta-feira (23), na Câmara Municipal de Feira de Santana, que o deputado estadual e líder do governo Zé Neto (PT) votou a favor do aumento de 30% no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), no ano de 2014 na Assembleia Legislativa da Bahia.

Lulinha fez questão de ler na íntegra a matéria publicada em 2014, quando o referido deputado votou a favor do reajuste: http://atarde.uol.com.br/…/1647274-assembleia-aprova-reajus…. Em seguida, disparou. “Vejo o deputado Zé Neto apoiar os protestos dos caminhoneiros, mas em 2014 ele se comportou de maneira diferente. Na reta final do mandato do ex-governador Jaques Wagner, Zé Neto aprovou o aumento de 30% do imposto que é cobrado em cima do valor da gasolina. Agora que quer posar de bom moço, ele critica o governo do presidente Michel Temer e tenta disfarçar que foi o governo do PT quem faliu a Petrobras. Agora colhemos os frutos de um governo corrupto, e infelizmente, são os trabalhadores brasileiros que pagam o preço”, rebateu.

Em defesa ao discurso de Lulinha, em parte, o vereador Edvaldo Lima (PP) concordou com o líder governista. “Fazer política de ponga é fácil, mas, se preocupar com os reais problemas da população é difícil”, disse.

Em parte, o vereador Cadmiel Pereira (PSC), considerou a atitude do deputado estadual do PT oportunista. “O deputado "selfie", que vem fazendo na ação, diferente o que tem de discurso, aumentando o ICMS em 30 %, esse é o amigo do povo?”, pontuou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE