• Postos que não baixam preço do diesel contribuem para agravar crise, diz Geilson

Postos que não baixam preço do diesel contribuem para agravar crise, diz Geilson

05 de junho de 2018 \\ Geral

A resistência dos donos de postos de combustíveis em baixar o preço do óleo diesel nas bombas, repassando ao consumidor o desconto de R$ 0,46 centavos no valor do litro cobrado nas refinarias, foi apontada pelo deputado estadual Carlos Geilson (PSDB) como fator de agravamento da crise aberta pela paralisação dos caminhoneiros, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (4). Segundo Geilson, tomando-se como base o valor médio do diesel no dia em que a greve dos caminhoneiros foi desencadeada, a Agência Nacional do Petróleo diz que, com o desconto, as bombas de Salvador deveriam estar cobrando R$ 3,17 o litro do combustível. “Não vi, no entanto, nos postos que visitei pela manhã, em Feira de Santana e em Salvador, nenhum deles cobrando este valor ou menos. Pelo contrário, encontrei posto vendendo o diesel a R$ 3,89”, salientou. Para o deputado, os donos de postos que ainda cobram este valor pelo diesel, desafiando o governo e despertando a ira dos caminhoneiros, “são os que querem ver o circo pegar fogo ou querem, eles mesmos, botar fogo no circo”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE