• FEIRA DE SANTANA: Donos de cães destacam importância da vacinação contra a raiva

FEIRA DE SANTANA: Donos de cães destacam importância da vacinação contra a raiva

12 de agosto de 2018 \\ Geral

"Peraê, Avelan”, ordenava Isaac Magalhães, ao golden retriever de seis meses, que estava nervoso por enfrentar a agulha da vacina pela primeira vez, no posto de vacinação montado na Secretaria de Saúde. “Pronto, rapaz”, disse o dono, depois do animal ser imunizado.

Além de Avelan, Baby, Pititinga, Marley e outras dezenas de cães e gatos receberam o imunizante neste sábado, 11, em mais um dia de vacinação. “Vacinar é importante porque garante boa saúde para estes animais”, disse o dono de Avelan, que apresentou a caderneta de vacinação devidamente preenchida.

Com mais de 12 anos, Baby se mostrou tranquilo ante o vacinador, mesmo depois de dois anos sem tomar o imunizante. “Vacinar contra a raiva é importante porque livra os animais desta doença e previne nos humanos”, reconhece a dona do cão, Ana Lúcia Souza.

O sábado, 11, será mais um ‘Dia D’ de vacinação de cães e gatos contra raiva, na zona urbana de Feira de Santana. Os donos destes animais terão 34 locais para leva-los para tomar o imunizante, que é a única maneira de evitar a doença, que é letal e que pode contaminar humanos – também letal, se não devidamente tratada.

A vacinação será encerrada às 17h. Até o dia 4, segundo a coordenadora do Centro de Controle de Zoonose, a veterinária Mirza Cordeiro, mais de 36 mil cães e gatos já foram imunizados. A meta no município é vacinar 70 mil animais. A campanha vai ser encerrada no dia 20.

Na próxima semana a vacinação vai ser intensificada na zona rural, com as equipes percorrendo distritos e povoados. Mas, de acordo com a coordenadora, o posto fixo no CCZ – à avenida Eduardo Fróes da Motta, Pedra do Descanso, vai funcionar normalmente.

A campanha está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica e Centro Municipal de Controle de Zoonoses. “A boa saúde dos animais, de estimação ou não, está condicionada à vacinação contra a raiva, que é gratuita”.

O CCZ não registra caso da doença desde 2004, mas, diz Mirza Cordeiro, as pessoas devem procurar os locais de vacinação, por ser o imunizante um dos mais importantes para a boa saúde destes animais. Caso haja suspeita de raiva animal, os donos devem ligar para o telefone do Centro de Zoonozes: (75) 3614-3613.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE