• José de Arimateia se pronuncia sobre a morte violenta de um cão dentro do Supermercado Carrefour em São Paulo

José de Arimateia se pronuncia sobre a morte violenta de um cão dentro do Supermercado Carrefour em São Paulo

05 de dezembro de 2018 \\ Geral

Defensor assíduo dos animais na Bahia, o deputado Estadual José de Arimateia (PRB-BA) se pronunciou no final da tarde de ontem (dia 4), no Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), sobre o ato de violência que provocou a morte de um cão dentro do Supermercado Carrefour, em Osasco, São Paulo. Na tarde desta quarta-feira (dia 5), o parlamentar também apresentou ao Parlamento Baiano um Moção de Repúdio acerca do tema.


Na Tribuna da Casa, o republicano descreveu as matéria veiculadas em diversos sites de notícias no Brasil sobre o cachorro, que foi envenenado e espancado por um funcionário da referida rede de supermercados, na última sexta-feira, dia 30 de novembro. No ensejo, o parlamentar manifestou todo o seu repúdio a esta e a toda atitude de violência contra seres vivos, principalmente os incapazes de direcionar comparáveis atos aos seres humanos ou a qualquer outra espécie.


“Como parlamentar e defensor incansável dos direitos à vida e ao bem-estar dos animais, reitero que os pouquíssimos dispositivos legais que tratam do assunto são constantemente atropelados pela indiferença de autoridades capazes de frear tamanhos atos brutais, deixando nos agressores e assassinos o sentimento de impunidade. A falta de delegacias especializadas e a possibilidade de reversão da penalidade são alguns dos fatores que alicerçam semelhantes atitudes”, opinou Arimateia.


Em seu discurso, o deputado Arimateia pontuou suas iniciativas em defesa dos animais ao longo dos meus três mandatos como deputado Estadual na ALBA. Ele lembrou que em 2016, foi sancionada na Bahia a Lei Estadual 13.472/2016, de sua autoria, que cria a Semana de Conscientização e Proteção dos Direitos dos Animais, com o objetivo de reforçar o conhecimento, incentivar e resguardar o cumprimento dos direitos destes seres vivos. Já em 2017, apresentou dois Projetos de Lei, um determinando o pagamento de multa aos atos de crueldade cometidos contra estes seres, e outro que institui o “Disque Denúncia de Maus-Tratos aos Animais” no âmbito da Bahia.


Em nota de esclarecimento, a Rede Carrefour informou que a empresa não vai se esquivar de suas responsabilidades e que são os mais interessados na resolução desse caso, e por isso aguardam para que as autoridades concluam as investigações. No texto, a Carrefour garantiu que o funcionário que provocou a morte do cão já foi afastado.


“Peço para que a Polícia Civil de Osasco tome as devidas providências, investigue e identifique o(s) autor(es) para que sejam cumpridas as penalidades e que se faça justiça, apesar de que uma vida perdida jamais poderá ser recuperada. Somente este ano, já é a terceira vez que preciso me manifestar em repúdio a atos de extermínio, violência, desumanidade e constantes abusos aos direitos dos animais. Com isso, volto a questionar: quantos ainda morrerão em todo o país?”, questionou Arimateia.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE