• CMFS: Edvaldo repudia contratação de Daniela Mercury para Micareta de Feira

CMFS: Edvaldo repudia contratação de Daniela Mercury para Micareta de Feira

25 de março de 2019 \\ Geral

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta segunda-feira (26), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Edvaldo Lima (PP) ressaltou a existência da Lei Antibaixaria e pediu ajuda da população para os missionários feirenses que estão na África.

“Aqui em Feira existe a Lei Antibaixaria, de autoria do vereador Lulinha, que proíbe que eventos públicos, financiados pelo governo, contratem artistas que “desvalorizem, incentivem a violência ou exponham as mulheres à situação de constrangimento” em suas músicas. Essa Lei nos garante que artistas não subam nos trios para desrespeitar os moradores de nossa cidade”, pontuou Edvaldo.

E continuou. “Na cidade de Garanhuns, em Pernambuco, a cantora Daniela Mercury, em sua apresentação, invocou demônios para estarem sobre o povo e o resultado foi que o prefeito e um vereador disseram que se ela tem demônios, devolvesse para a Bahia e foi impedida de terminar o show. Então, não é aqui em Feira que ela vai colocar os demônios. Aqui é ougar das bênçãos de Deus e não de demônio, de homens e mulheres de bem”, disse.

O edil deixou ainda seu repúdio contra o secretário Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Borges, pela contratação da cantora Daniela Mercury para a Micareta de Feira de Santana este ano. “Deveria ter contratado artistas da terra e não ela. Posso utilizar duas leis que não permitem esse tipo de comportamento na Micareta de Feira. Não me calarei diante de desrespeito e imoralidade. Sou da base do Governo, mas não vou abaixar minha cabeça diante de um fato como esse”, disparou.

Missionários

Ainda no uso da tribuna, o vereador Edvaldo Lima levou ao conhecimento dos presentes na sessão, a estada de missionários feirenses na cidade de Beira, em Moçambique na África, atingida por um ciclone.

“Quero conclamar a todos para orar pelo nosso povo, pois cidades africanas já foi devastado pela lama por conta de ação de um ciclone e a Marinha já alertou para a chegada de ciclone também na Bahia. Na cidade de Bira, na África, temos missionários feirenses, enviados pela Assembleia de Deus. Precisamos orar por eles, pois estão passando dificuldades. E, quem puder ajudar com doações podem nos procurar, as ajudas serão enviadas não só aos missionários, como também aos moradores da cidade. Todos da Igreja estão se mobilizando para enviar alimentos e recursos financeiros, assim como nosso presidente da República. Parabéns a todos”, relatou.

Em aparte, o edil Cadmiel Pereira (PSC) lembrou que estes missionários foram enviados à Bira há 23 anos e desde então realizam um trabalho de assistência, principalmente às crianças, na cidade.

“Os missionários ajudam muito aquelas pessoas, mesmo com toda a dificuldade como, por exemplo, a língua. E, infelizmente, o ciclone destruiu toda a estrutura montada para ajudar aquelas pessoas. Neste momento estão sem água potável, sem alimentos e praticamente sem comunicação’, revelou.  

Fonte: CMFS


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE