• Militares brasileiros continuam no Haiti por causa do Furacão Irma

Militares brasileiros continuam no Haiti por causa do Furacão Irma

09 de setembro de 2017 \\ Mundo

Os militares brasileiros que fazem parte da missão de paz no Haiti vão permanecer no país para ajuda humanitária por conta da passagem do Furacão Irma. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o governo brasileiro acompanha com atenção as notícias sobre a passagem do furacão e já mandou parte do contingente brasileiro para o norte do país.

"Praticamente todos que lá se encontravam, 980, um batalhão, deve permanecer lá, até que a gente consiga atender humanitariamente a população do Haiti. Nós já deslocamos, inclusive, tropas para o norte para poder exatamente ajudar a população, como a gente fez no terremoto em 2010, como a gente fez no Furacão Matthew em 2016."

Segundo o Centro Nacional de Furacões do governo dos Estados Unidos, o Irma está entre os cinco mais poderosos furacões do Atlântico dos últimos 80 anos, atingindo 295 quilômetros por hora. O furacão já passou pelas lhas do Caribe, São Martin e Ilhas Virgens, e seguiu em direção a Porto Rico, República Dominicana e Haiti. A expectativa é que ele passe pela Flórida neste final de semana, se tornando o segundo furacão de grande intensidade a atingir o sul dos Estados Unidos nesta temporada, depois do Harvey, que destruiu o Texas, matou 60 pessoas e trouxe prejuízos no valor de de US$ 180 bilhões.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE