• Bahia na Arena e com apenas sua torcida dá o troco ao Vitória e está na final da Copa do Nordeste

Bahia na Arena e com apenas sua torcida dá o troco ao Vitória e está na final da Copa do Nordeste

02 de maio de 2017 \\ Municípios

Bahia e Vitória se enfrentaram na tarde deste domingo, 30, em jogo válido pela semifinais da Copa do Nordeste na Arena Fonte Nova. O Leão entrou em campo com a vantagem de poder empatar o jogo que garantiria vaga na final da competição contra Sport ou Santa Cruz, já que no primeiro jogo, jogando em seus domínios venceu o clássico por 2 a 1 de virada. Mas sem nenhum torcedor na arquibancada sofreu com a pressão de quase 35 mil torcedores torcedores que coloriu o estádio em vermelho, azul e branco.

Precisando vencer o jogo pelo placar minimo por ter feito um gol na casa do adversário, o Bahia mostrou muita raça e jogou de forma ofensiva durante todo o primeiro tempo, em contra partida o Vitória quase que não frequentou o gol de Jean. Já o ataque do Bahia com grande atuação de Allione, Régis e Edgar Junio deu trabalho ao goleiro Fernando Miguel.

O Bahia era só pressão, pois, precisava abrir o placar ainda no primeiro tempo e só saiu aos 37, Régis tocou para Allione na entrada da área, o argentino driblou Bruno Ramires, ajeita o corpo e bateu colocado no anglo, o goleiro Fernando Miguel saltou mas nada pode fazer para evitar a abertura do placar.O Bahia administrou o placar até o final da etapa inicial.

Segundo tempo

Os próximos 45 minutos o Bahia estava com a classificação garantida com a vitória de 1 a 0, mas o treinador Guto Ferreira preferiu não correr riscos e mandou a mesma equipe para campo e pediu que mantivesse a mesma pegada do primeiro tempo. Logo no incio o goleiro Jean que falhou no primeiro gol na primeira partida saiu mal do gol e por pouco o Bahia não sofreu o empate.

Pelo lado do Vitoria o treinador Argel Fucks começou a queimar suas substituições aos 3 minutos colocou Alan Costa no lugar de Fred que reclamou de dores na cocha e aos 8 Gabriel Xavier no lugar de Geferson, mas o Bahia estava impecável e com muita garra e apoio de sua torcida ganhou confiança para ampliar o placar.

Aos 14 minutos, Régis recebeu o passe de Eduardo dentro da área, passou com facilidade por Kanu e manda no canto de Fernando Miguel, para o delírio da nação tricolor, que um minuto depois, viu o árbitro levantar o cartão vermelho para Regis, por ter ido comemorar junto a torcida,

O torcedor do Bahia ficou preocupado pela perda de um jogar, mas o Vitória perdeu um jogador 3 minutos depois, Edigar Junio sai em contra-ataque e é derrubado por Patric, último homem do Leão na defesa. O árbitro aplica o amarelo e a reclamação do Bahia é geral, naquele momento, Armeiro que fazia uma grande partida discutiu com Patrick, o lateral do Vitória que estava amarelado pelo lance anterior colocou o dedo na cara do lateral do Bahia e o arbitro puxou o segundo amarelo e o vermelho e mandou o lateral para o chuveiro.

Dez homens da cada lado o jogo continuou favorável ao Bahia,   mesmo o Vitória tendo crescido no jogo e por alguns momentos levou perigo ao gol de Jean em bolas cruzadas na área, mas o time do Bahia, em tarde inspirada jogou um grande futebol e garantiu a classificação por 2 a 0.

O Bahia está garantido na final da Copa do Nordeste e agora espera o adversário que sairá do confronto pernambucano entre Sport e Santa Cruz.

 

Redação CN

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE