• “Colbert deveria estar preocupado com a realidade administrativa de Feira”, afirma Zé Neto ao rebater as críticas do prefeito de Feira sobre o envio de PMs para o Ceará

“Colbert deveria estar preocupado com a realidade administrativa de Feira”, afirma Zé Neto ao rebater as críticas do prefeito de Feira sobre o envio de PMs para o Ceará

11 de janeiro de 2019 \\ Política

O prefeito de Feira de Santana Colbert Martins afirmou nos últimos dias que ao decidir enviar uma tropa da Polícia Militar (PM) baiana para socorrer o Ceará, que vive uma onda de ataques a equipamentos públicos por parte do crime organizado, o governador da Bahia Rui Costa não demonstrou se preocupar com a segurança de Feira.


De acordo com Zé Neto, eleito deputado federal, “Colbert deveria se preocupar com a realidade administrativa de Feira de Santana e não com a segurança pública do Estado que, Graças a Deus, fechou o ano de 2018 com números positivos de redução”.


O deputado afirma que, de fato, ainda podemos fazer muito para melhorar a segurança do município. “Porém, o que talvez o prefeito de Feira não entenda é que ao mandar 100 homens para colaborar nessa situação difícil que vive o Ceará, o governador Rui Costa, assim como os governadores dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Piauí, está ajudando o Ceará a atravessar essa profunda crise que não se restringe apenas ao Estado, pois é uma situação que vai se aflorando em diversos estados do Brasil e que impõe, inclusive neste momento, uma solidariedade entre todo o Nordeste”.


Zé Neto ainda informou que o governador Rui possui uma proposta para enfrentar a violência de forma localizada no Estado com uma espécie de Consórcio no Nordeste, podendo ampliar para todo o país. “Essa situação vai desde a colaboração, como foi feita agora neste momento de emergência, com tropas, até nas trocas de informações, de conhecimentos e melhorias das interlocuções. Isso é algo que deve ser feito com muita precisão e responsabilidade”.


Por fim, o deputado eleito a federal sugeriu que Colbert se preocupe com a crise na saúde e com o transporte público do município. “O prefeito de Feira deveria se preocupar com a crise da saúde, das cooperativas, que está aí com mais de R$ 1 bilhão de recursos com suspeitas de má administração financeira; com o BRT, que até hoje ele não conseguiu entregar e pelo que estou vendo não vai ser entregue; com o preço altíssimo do transporte coletivo, que é o pior sistema de transporte do país, infelizmente; e outras tantas questões administrativas que ele deveria estar mais preocupado do que ficar dando palpite em situações do Estado que estão muito bem conduzidas pelo nosso governador Rui Costa”. Ascom/Dep. Zé Neto 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE