• Zé Neto se diz vítima de fake news e leva caso à polícia

Zé Neto se diz vítima de fake news e leva caso à polícia

11 de fevereiro de 2019 \\ Política

Circulou através do WhatsApp neste final de semana uma suposta conversa do deputado federal José Neto (PT) com outra pessoa, em que o parlamentar teria dito que o Ministério Público deveria continuar a “bater” no ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, para que o mesmo não pudesse ir para Brasília pelo menos até 2020. Em contato com o Acorda Cidade, o deputado ressaltou que trata-se de fake news e levou o caso a polícia, nesta segunda-feira (11).

“Fizemos uma queixa crime. Saí coletando nos grupos, fiz um áudio e um vídeo (informando a fake news) para jogar nas redes sociais e entrei em contato com a polícia. Peguei todos os prints das pessoas, inclusive uma delas é político na cidade, e me comportei de forma serena mediante a essa investigação, até porque em uma investigação você precisa esperar até o final”, afirmou o deputado.

Segundo Zé Neto, o nome dele foi usado em uma montagem para tentar desvirtuar o trabalho policial, da justiça, do ministério público e ele considera uma atitude muito grave. “Isso é crime e fica até o alerta para as pessoas de que não devem divulgar tudo o que recebem, pois existe falsidade ideológica, multa, etc. Estou entregando essa queixa crime e para todas as pessoas que divulgaram eu vou entrar com ação penal. Isso é crime de falsidade ideológica e levarei adiante para que as pessoas entendam que as redes sociais não podem ser instrumentos de degradação e mentiras”, frisou. E acrescentou que já faz idéia de quem seja o autor da publicação.

Por Orisa Gomes - Acorda Cidade 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE