"Não podemos descuidar um só dia", alerta enfermeira sobre câncer de mama

08 de outubro de 2017 \\ Saúde

Na Unidade Básica de Saúde, do bairro Irmã Dulce, a enfermeira Joana Mara Dantas faz o alerta para um grupo de mulheres que foi em busca dos serviços na manhã desta sexta-feira, 6: “Vamos acordar. Não devemos esquecer de nos cuidar um só dia”. E convida uma paciente para fazer uma demonstração do autoexame das mamas.

“Levanta um dos braços, pondo a mão atrás da nuca e com a outra apalpa a mama do lado oposto. O mesmo movimento deve ser repetido no outro seio. Através desse toque podemos identificar a presença ou não de nódulos”, ensina a enfermeira sob os olhares atentos das pacientes e ouvidos aguçados para as explicações referentes à prevenção ao câncer de mama.

O toque vaginal também foi indicado às mulheres, que na oportunidade demonstraram desconhecer a importância que ele tem para identificar a presença de feridas, verrugas ou até mesmo deformidade. “Pela primeira vez ouço falar sobre isso”, revelou a dona de casa Ana Cláudia Lima, 45 anos, enquanto a enfermeira explicava:

“Quando existe uma lesão, por exemplo, a mucosa aberta causa um desnível no colo do útero, que deve estar sempre liso e íntegro. A mulher que se toca, ela passa se conhecer e saberá interpretar se há alguma alteração”, disse a profissional de saúde, orientando-as que antes do toque vaginal elas devem cuidar da higienização das unhas, mantendo-as cortadas.

Na oportunidade, a enfermeira também passou algumas orientações para os homens que, embora convidados para abertura das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul da UBS, estavam em menor número.

“Vocês mulheres são excelentes multiplicadoras de informações. Portanto, quem puder, aconselhem os homens sobre a necessidade que eles têm em realizar o exame de PSA, que é feito em laboratório, através da coleta sanguínea”.

De acordo com Joana Mara, homens com mais de 45 anos devem fazer o exame de PSA, cuja guia será fornecida pelo profissional na unidade de saúde de referência. Já aqueles com idade inferior a 45 anos deve realizar o exame se apresentar histórico familiar. “Caso o resultado laboratorial apresente alguma alteração, ele deverá ser encaminhado para o Hospital Dom Pedro de Alcântara, que é a unidade de referência, onde deverá ser atendido pelo urologista”, pontuou.

Além de palestras, os participantes participaram de um café da manhã. Também receberam as guias para a realização da mamografia, no caso das mulheres, e os homens a solicitação para exames laboratoriais.

Fonte: Secom

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE