• Confirmado primeiro caso de febre amarela no estado da Bahia

Confirmado primeiro caso de febre amarela no estado da Bahia

11 de janeiro de 2018 \\ Saúde

Um paciente do sexo masculino, de 49 anos, é a primeira vítima de febre amarela no estado da Bahia. O caso foi confirmado pelo Laboratório Central da Bahia (Lacen), nesta quinta-feira (11) e informado ao Núcleo Regional de Saúde (NRS) em Feira de Santana. O paciente, que está internado em estado grave no Hospital Couto Maia em Salvador, é da cidade de Taboão da Serra em São Paulo, e veio para a Bahia no último dia 05 de janeiro para visitar parentes na cidade de Itaberaba, a 160 quilômetros de Feira de Santana.

O diretor regional do NRS, Edy Gomes, informou ao Acorda Cidade que o homem chegou de São Paulo no dia 05 de avião, passou pela rodoviária de Salvador e seguiu de ônibus para Itaberaba. Ao chegar à cidade, ele sentiu-se mal e foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi medicado e liberado. Na última terça-feira dia (9), ele novamente sentiu-se mal, foi medicado na UPA e como havia suspeita de febre amarela, foi transferido imediatamente para o Couto Maia na capital baiana.

Diante da situação, o Núcleo Regional de Saúde e a prefeitura de Itaberaba iniciaram uma campanha de vacinação contra a febre amarela. Segundo Edy Gomes, toda a população da cidade será vacinada com dose completa. Nesta quinta-feira (11), o diretor do NRS está viajando para Itaberaba para acompanhar os trabalhos de vacinação e outras medidas necessárias para evitar a propagação do vírus da febre amarela.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“O paciente segue internado em estado grave no Couto Maia e as ações de bloqueio e controle da doença no município já foram iniciadas com apoio do Núcleo Regional de Saúde Centro Leste desde o dia 09. Estamos aplicando fumacê no bairro onde residem os familiares da pessoa infectada e em outros bairros de Itaberaba”, disse Edy Gomes ao Acorda Cidade.

Edy informou ainda que cem por cento da população de Itaberaba será vacinada. Para isso, a Dires já dispõoe de 40 mil doses da vacina.

“Eu pessoalmente vou levar as doses dessa vacina e garantir a vacinação das pessoas. Fazendo com que a cidade e a região fiquem livre dessa doença”, finalizou.

Fonte: Acorda Cidade

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE