• Proteja-se no Carnaval: conheça doenças silenciosas que podem ser transmitidas pela boca

Proteja-se no Carnaval: conheça doenças silenciosas que podem ser transmitidas pela boca

01 de fevereiro de 2018 \\ Saúde

Ensaios, lavagens, festas de largo. A folia em Salvador não para. Com a chegada da maior festa de todas, o carnaval, vale um aviso: a folia popular favorece a circulação silenciosa de vírus responsáveis por doenças que usam a boca como uma porta de entrada. Por isso, o cuidado com o beijo é essencial. Higiene e bom senso tornam-se fundamentais para curtir as festas sem ter problemas mais tarde. “Os beijoqueiros devem ser cautelosos. Caso possuam feridas ou qualquer tipo de sangramento na boca é melhor não beijar ninguém ou, pelo menos, evitar beijar muitas pessoas”, alerta Celso Granato, infectologista do Fleury Medicina e Saúde.

A infecção mais comumente contraída por esse contato é a mononucleose, também conhecida como “doença do beijo”. “Mais de 90% da população adulta possui anticorpos contra o agente que provoca essa infecção. Isso significa que em algum momento da vida o indivíduo entrou em contato com esse vírus, mesmo que não tenha desenvolvido nenhum quadro clínico característico”, afirma Granato.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE