• Homem acusado de ser agiota é preso com cartões de benefício e senhas de terceiros, diz polícia

Homem acusado de ser agiota é preso com cartões de benefício e senhas de terceiros, diz polícia

22 de agosto de 2017 \\ Geral


Policiais da Delegacia Territorial (DT), de Amargosa, cumpriram, na segunda-feira (21), um mandado de busca e apreensão na residência e na fazenda de Geraldo Souza dos Santos, o “Geo da Moto Táxi”, de 45 anos, acusado de agiotagem e suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas.

Durante as buscas, foram apreendidos diversos cartões de benefício e as respectivas senhas, entre eles o do Bolsa Família de uma pessoa, 76 folhas de cheques preenchidos de diferentes bancos, 20 notas promissórias e 97 documentos de IPVA e DUT de veículos.

Conduzido à unidade policial, Geraldo admitiu que atua como agiota e empresta dinheiro há mais de dez, mas nunca esteve envolvido com o comércio ilegal de entorpecentes. As investigações, porém, informou o delegado Adilson Bezerra, titular da DT/Amargosa, continuam.

Segundo ele, a prática de agiotagem é crime contra a economia popular e provoca um duro golpe às vítimas, a maioria de pessoas de baixa renda. “Elas procuram os agiotas para comprar remédios e comida e acabam tendo seus bens ou documentos retidos, como o cartão do Bolsa Família com a senha, por exemplo”, explicou o delegado.

Adilson Bezerra orienta estas pessoas, que tiveram seus cartões e documentos retidos nestas transações, para comparecerem à delegacia e receberem seus pertences. Depois de lavrado o procedimento legal, pelo delegado, no qual foi indiciado por usura, Geraldo Santos foi liberado. Ele vai responder o processo em liberdade.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE