• FEIRA DE SANTANA: Energia renovável e sustentável: CMEI Vanilda Barros ganha painéis de energia solar

FEIRA DE SANTANA: Energia renovável e sustentável: CMEI Vanilda Barros ganha painéis de energia solar

18 de janeiro de 2020 \\ Geral

Uma fonte de energia limpa, renovável, inesgotável e não poluente para as escolas municipais de Feira de Santana. Este é o objetivo da iniciativa da Prefeitura de Feira de Santana que nesta sexta-feira, 17, lançou o projeto-piloto para implantação de painéis de energia solar no Centro Municipal de Educação Infantil Vanilda Barros Boaventura, do bairro Rua Nova. O investimento inicial foi de R$ 30 mil e a expectativa é de que outras escolas também sejam contempladas.

Os painéis captam a luz solar e a transformam em energia. As 14 placas de captação que foram instaladas no CMEI da Rua Nova irão substituir completamente o consumo pelo da nova fonte.

“Feira é uma cidade com abundância em luz do sol, nossa cidade dispõe desse recurso na maior parte do ano, portanto, é vantajoso e sustentável o uso dos paineis”, defendeu o secretário de Educação, Marcelo Neves.

O equipamento - que é do tipo fotovoltaico, ou seja, converte diretamente a radiação solar em energia elétrica – demorou dois dias para ser instalado no telhado da unidade de ensino. Este tipo de sistema não exige um ambiente com alta radiação para funcionar, mas, quanto menos nuvens, melhor a produção de energia.

“Em muitas escolas localizadas nos distritos temos dificuldade com a captação de energia, muitas ainda não têm energia trifásica, por isso nosso objetivo é substituir por energia solar no maior número possível de unidades de ensino”, observa o secretário.

De acordo com o projeto, o retorno do investimento deve acontecer em aproximadamente seis anos. O sistema utilizado tem uma vida útil de mais de 30 anos e os painéis têm garantia contra defeitos de fabricação por dez, além de 25 anos de garantia de desempenho. No momento, as escolas da Rede Municipal geram um consumo médio de R$ 120 mil/mês, somando mais de R$ 1 milhão por ano.

“O decréscimo no gasto com energia é imediato. O tempo de retorno no investimento é o tempo em que a economia gerada se iguala ao investimento feito, ou seja, o custo de aquisição do sistema”, explica Renato Alves Moreira, diretor técnico da SunHybrid do Brasil Ltda., empresa responsável pelos painéis.

A importância da sustentabilidade foi destacada pelo prefeito Colbert Martins da Silva Filho. “As crianças que estudarem em escolas atendidas pela energia solar irão crescer com uma visão diferente sobre a importância de usarmos fontes renováveis. Elas irão reconhecer cada vez mais a necessidade de cuidarmos da natureza e seus recursos”, acredita.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE