• Suplente em 2021, Neinha lembra que assumiu nesta condição o atual mandato

Suplente em 2021, Neinha lembra que assumiu nesta condição o atual mandato

18 de novembro de 2020 \\ Geral

Votada pela expressiva quantidade de 3.198 eleitores - 15ª maior no pleito para a Câmara em Feira de Santana - mas não reeleita, a vereadora Neinha (DEM) disse ontem (17), em discurso na Casa da Cidadania, não se deixar abater com o revés nas urnas. Ela estará ocupando a terceira suplência na próxima legislatura, mas lembra que, na eleição passada, também ficou nesta condição de eventual substituta, conseguiu a cadeira de vereadora, no curso do mandato, e até se tornou titular do assento até o dia 31 dezembro. "É para agradecer. A todos que me apoiaram, mas especialmente a Deus", registra. “Eu conheço o Deus que tenho. E quem votou em mim sabe que eu sou uma pessoa que marchou, lutou e fez o que é de acordo com os meus princípios”, disse ela, declarando-se honrada pelo fato de, em meio a uma pandemia, "ter conseguido uma votação como essa". Neinha disse aos colegas que, a exemplo dela não conseguiram êxito na disputa, que "levantem a cabeça e sigam, pois eleição passa e o amanhã pertence a Deus”. Acorda Cidade 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE