• Pedro Américo:

Pedro Américo: "Feira de Santana precisa modernizar a gestão dos serviços públicos"

22 de janeiro de 2021 \\ Política

O Município de Feira de Santana precisa "modernizar a gestão com um novo modelo através do qual se possa otimizar, resolver, fazer aumentar o nível de confiança da população em relação a melhoria de qualidade dos serviços públicos, em qualquer área”. A análise é do vereador Pedro Américo (DEM). Segundo mais votado da atual legislatura, com 5.823 votos, ele abre uma série de entrevistas da  Assessoria de Comunicação da Câmara com os novatos na Casa da Cidadania (os reeleitos foram entrevistados em dezembro). Professor de formação, cumpre seu primeiro mandato, mas conta com experiência na administração pública, tendo ocupado nos últimos anos o cargo de coordenador da Defesa Civil Municipal e também a chefia do Gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Social. Defende que  sejam aperfeiçoados especialmente os serviços considerados rotineiros, a exemplo da limpeza pública, tapa-buracos nas ruas, manutenção de praças e iluminação, para que a comunidade não precise da interferência direta de vereadores, "como se isso fosse um favor, pois  são direitos que devemos garantir aos feirenses".


DIVISÃO TERRITORIAL E EQUIPES PRÓPRIAS EM CADA REGIÃO


Pedro Américo propõe uma subdivisão territorial do município, em que cada região possa ter equipes próprias para estes serviços oferecidos pela Prefeitura. Acredita que o caminho é "construir sempre, cada vez mais, a autonomia da população para  reivindicar". Por sua vez, o vereador tem o papel de cobrar efetividade do poder público no atendimento. “Após acolhermos uma solicitação é fundamental buscar a resposta da secretaria responsável, para que o cidadão tenha retorno". Estar no plenário, avalia, é importante para elaborar requerimentos, discutir as leis. Mas além de legislar, acrescenta, o vereador tem que monitorar a  cidade, acompanhar seu desenvolvimento e fiscalizar, "seja na leitura de documentos do Poder Executivo, seja na execução de obras e serviços que são prestados".


DENTRO DE GABINETE VEREADOR "NÃO REPRESENTA NINGUÉM"

 

O vereador não representa ninguém "trabalhando dentro de um gabinete, no ar condicionado", entende Pedro Américo. Fora do escritório, deve “dialogar com as pessoas, estar presente nos bairros e distritos, discutir ideias". Segundo ele, o mandato tem que ser itinerante para uma presença efetiva, com planejamento junto às comunidades. "Somente assim, discutindo verdadeiramente, com franqueza, olho no olho, é possível conseguir  melhorias". Nem todas as demandas colocadas pela população, observa, são de resolução fácil, "mas se não debatermos e planejarmos, não iremos solucionar os problemas". Garante que o trabalho de visita e conversa com pessoas de diversos bairros já foi iniciado. Sua maior proximidade é com locais como o Campo Limpo, Rua Nova, Calumbi e Feira IV, mas pelo fato de ter sido votado "em toda a cidade", assume compromisso de "discutir Feira como um todo".

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE